POSTAGENS

Instalação do Windows pelo Boot Camp

Enviado por Luiz Eduardo no dia 18/4/2013 as 12:6.54

MAC

Primeiro instalei o Windows pelo Boot Camp. O resultado foi fantástico. O Windows funcionou muito bem, até melhor que em outras máquinas.
A única coisa que percebi foi que depois de algum tempo o micro fica quente.
Bom, mas tudo funciona direitinho, sem problemas.
Agora preciso explicar como se comporta a instalação do Windows pelo Boot Camp.
É criada uma nova partição no seu HD, onde ficará instalado o Windows sem atrapalhar a instalação do seu Mac OSX.
Para instalar, é preciso uma imagem do windows em um pen drive e muita atenção.
Entre em utilitários e abra o aplicativo Assistente de Boot Camp e siga as informações que ele irá te mostrar.
Só tem uma pegadinha. Quando for solicitado a unidade onde será instalado o Windows, nenhuma unidade estará preparada para fazer isso.
Então selecione a partição Boot Camp (que o próprio assistente criou) e clique no botão opções e depois clique em formatar a unidade boot camp.
Tome muito cuidado para não selecionar a partição do seu OSX.
Terminada a instalação do Windows, para iniciar ficou fácil...
Ligue o mac e quando você escutar o som do micro pressione a tecla opção por uns 5 segundos e aguarde alguns segundos e aparecerá as opções de boot.
Selecione Boot Camp e o windows iniciará normalmente. O mesmo se aplica com o Mac OSX.
Você pode definir qual será o sistema padrão quando for ligado o micro. Para isso abra a preferência do sistema do mac e vai até a opção disco de inicialização e marque o sistema que você quer que inicie automaticamente.


Deixe aqui o seu comentário

O melhor dos dois mundos

Enviado por Luiz Eduardo no dia 9/4/2013 as 19:44.8

MAC

Resolvi escrever este post depois de muito tempo porque andei me deparando com alguns problemas de conceitos em relação ao Mac OSX.
Primeiro veio a dificuldade de adequar todos meus aplicativos para o mac, inclusive alguns nem tem versão para o OSX.
Outros porque simplesmente ficam menos práticos em sua versão para o Mac.
Então o que fazer?
Resolvi então instalar o Windows em outra partição, e comecei a procurar informações sobre isso na internet.
A primeira coisa que percebi é que todos os lugares onde encontrei essa informação, ela era precedida de uma justificativa. Parecida com a que postei aqui.
E sempre tem pessoas criticando esse processo parecendo que ao fazer isso estamos cometendo um pecado mortal!
Eu queria saber onde está escrito que ao comprar um Mac, você vendeu a alma para a Apple?
Concordo que os computadores da Apple são muito superiores aos PCs, que o sistema OSX é realmente muito bom. Mas uma coisa que ninguém pode discordar é que o Windows ainda tem a maioria dos aplicativos do mercado.
Então porque não usar o melhor dos dois mundos?
Bom, instalei o Windows 7 no meu Mac e ele nem explodiu. Muito pelo contrário, parece que o Windows foi feito para o MAC.
Nunca vi o Windows tão rápido como ficou aqui.
E o melhor, o sistema OSX nem ficou bravo com isso, os dois estão funcionando normalmente, foi um casamento perfeito!


Deixe aqui o seu comentário

Adicionando feriados no IOS

Enviado por Luiz Eduardo no dia 20/1/2013 as 8:29.30

IPHONE

Cadastrar manualmente os feriados do ano no calendário do Iphone é uma coisa muito demorada, mas já fizeram isso por nós.
Parabéns ao trabalho do pessoal do blog do Iphone…
Siga os passos a seguir e cadastre automaticamente os feriados…
Passo 1: abra Ajustes e acesse o menu Mail, Contatos, Calendários.
Passo 2: toque em Adicionar conta e escolha “Outra” na lista de serviços.
Passo 3: selecione “Adicionar Calendário Assinado”.
Passo 4: no campo Servidor, digite “feriados.blogdoiphone.com“.
Passo 5: você verá uma tela com os detalhes, indicando que você está fazendo uma assinatura de calendário. É algo normal e não implicará em nenhum custo para você. Toque em “Salvar”
Retirado do endereço:
⁃ http://blogdoiphone.com/2012/01/feriados-no-calendario-do-ios/


Deixe aqui o seu comentário

O Numbers

Enviado por Luiz Eduardo no dia 11/1/2013 as 16:35.48

MAC

A planilha eletrônica do Mac é o Numbers.
Tive algumas dificuldades com esse aplicativo. As tarefas mais simples como alterar de folha se apresentou um tanto quanto confusa já que nem sempre a folha que aparece é a que selecionei. Pode até ser algum problema desse usuário aqui, mas de qualquer jeito deveria funcionar normalmente e não por tentativa e erro.
Até mesmo alterar o nome das folhas e das planilhas não é assim tão simples, consegui com uma folha e não consegui com a outra. Mesmo fazendo os mesmos passos.
Mas a navegação pela tabela é realmente mais tranquila que com o excel.
Outra coisa que soube é que o Numbers não trabalha com tabela dinâmica e isso é um ponto muito negativo. Ele tem um outro recurso para isso, porém ainda não testei. Mas de qualquer maneira as planilhas que recebemos estão como tabelas dinâmicas.
De qualquer forma acredito que a Apple deveria olhar com mais carinho para o Numbers, tanto quanto suas funcionalidade quanto sua acessibilidade porque acredito que a maioria dos problemas que eu tive foi quando tentei usar seus recursos apenas pelo teclado.
Isso é uma pena porque conheço várias pessoas que não migrariam para o sistema OSX justamente porque precisam dos recursos do Excel. Lembrando que a versão do office da MicroSoft para o Mac não é acessível ao VoiceOver…
Espero conseguir mais informações e que sejam positivas para o Numbers para postar aqui…


Deixe aqui o seu comentário

Time Machine

Enviado por Luiz Eduardo no dia 6/1/2013 as 9:0.45

MAC

O Mac tem um recurso muito simples para fazer os backups de seu HD.
No meu caso coloquei um HD externo no micro e a janela que se abriu tinha a opção de utilizar esse HD para backup. Marquei essa opção e logo apareceu uma janela para formatar o disco.
Formatei e ele começou a gerenciar os updatesnormalmente.
A cada hora do dia ele faz um backup, o mais interessante é que ele salva o backup de hora em hora apenas no dia de hoje, depois ele mantêm o backup diário, semanal e mensal.
Enquanto ele está fazendo o backup o micro funciona normalmente sem atrapalhar seu andamento.


Deixe aqui o seu comentário

Tabelas no Pages

Enviado por Luiz Eduardo no dia 5/1/2013 as 10:16.24

MAC

Acredito que várias pessoas já passaram por esse problema, você recebe um documento e nele tem uma tabela.
Primeiro é que o VoiceOver não informa que existe a tabela e nem fala seu conteúdo…
Depois de muito procurar, encontrei uma pseudo solução para isso…
Quando você estiver navegando com as setas pelo documento ele falará "espaço destacado". Essa é a indicação da tabela. O comando do VoiceOver VO + COMANDO + T responde "A tabela não foi encontrada".
No início pensei que ou devia ter outro comando ou alguma forma de se ler o conteúdo da tabela, mas não encontrei.
A solução que encontrei foi bem simples e funcional, porém se deve tomar cuidado para não danificar o documento.
Quando o VoiceOver informar "espaço destacado", abra o menu Apple com as teclas Controle + F2, com a seta para a direita vá até o menu formatar e desça com as setas até a opção "tabela".
As últimas opções que você encontrará são:
"Converter tabela em texto" e
"Converter texto em tabela"
Pressione o enter na opção "converter tabela em texto" e você conseguirá ler o conteúdo normalmente. Não se esqueça de pressionar COMANDO + Z para desfazer essa alteração do documento após sua leitura.
O oposto também é valido, tentei criar uma tabela pelas opções normais, mas não consegui preencher seu conteúdo.
Fiz o caminho inverso e funcionou.
Criei a tabela em texto separado por TAB e selecionei todo o conteúdo com setas + shift e depois fui para a opção "Converter texto em tabela".
Aqui funcionou, espero ter colaborado...


Deixe aqui o seu comentário

Gravando instrumento real com o Garageband

Enviado por Edson Pierini no dia 23/12/2012 as 14:20.11

MAC

Detalhes de gravação do Garageband.
Quando quiser gravar um instrumento real, com o aplicativo aberto vamos aos seguintes passos:
clique em nova trilha;
com VO+ceta direita, clique em instrumento real;
VO+ceta direita até Configuração de Instrumento marque esta opção;
mais uma cet VO+ceta direita e encontrará um botão, com as seguintes opções: Microfone Integrado; Ajuste do Sistema; menu Entrada Integrada.
Escolha entrada integrada se você tem algum instrumento conectado a entrada de microfone, para gravar do microfone integrado; basta selecionar esta opção, mas atente-se, pois ele pode gravar os ruidos do ambiente. para Imac,. Detalhe o Mac Mini não tem microfone, portanto, não aparecerá a opção microfone integrado.
Depois dê VO+ceta direita duas vezes até encontrar; Mono 1 fonte de entrada: ✓ Mono 1, isto também é um botão que você muda com ceta para baixo, surgirão ainda: Mono 2 e Estéreo 1/2. No caso de um instrumento estério escolha, Estéreo 1/2.
Dando mais um VO+ceta direita, marque a opção: Desejo escutar meu instrumento ao tocar e gravar. , assim conseguirá ouvir o que toca. Depois com VO+ceta pra direita até criar.
Assim está criada uma trilha de gravação de instrumento real.
Detalhes, você poderá criar um loop com o que tocar; poderá mudar andamento e tom; quantizar o tempo; colocar efeitos; mudar volume e pan.


Deixe aqui o seu comentário

DashBoard

Enviado por Luiz Eduardo no dia 28/12/2012 as 7:25.39

MAC

Quanto mais me informo sobre os recursos do Mac, mais me impressiono com ele.
O DashBoard é o local onde ficam os seus WidGets. Ou seja, não quer dizer absolutamente nada! Ou tudo...
Primeiro preciso explicar quem são os WidGets...
Os WidGets são pequenos aplicativos que executam pequenas funções, por exemplo um relógio que apenas mostra a hora e ponto final.
Existem vários WidGets que já vem com o sistema OSX, dentre eles os que mais gostei são:
Anotações
Relógio
Tempo
Tradutor
Dicionário
Calculadora
Calendário
Mas a Apple fornece mais WidGets...
Agora sim, o DashBoard é o local onde ficam seus WidGets.
Para abrir o DashBoard basta pressionar as teclas Controle e seta para a esquerda.
Ele sempre mostrará o WidGet selecionado por você, mas como selecionar o WidGet?
Com o DashBoard aberto pressione VO + F2 (duas vezes) e aparecerá uma lista dos WidGets instalados. Navegue na lista e pressione a barra de espaço para marcar qual será exibido e pronto.
Eu gostei muito do tradutor, ele é bem rápido e preciso.


Deixe aqui o seu comentário

AppleScript

Enviado por Luiz Eduardo no dia 19/12/2012 as 19:51.34

MAC

Dando uma olhada na internet encontrei algumas coisas interessantes sobre o AppleScript.
Para os programadores de plantão, esses AppleScripts podem interagir com os aplicativos do Mac, mas nem todos.
Vou passar um pequeno exemplo de como criar um AppleScript.
1. Vá para a pasta Utilitários do Finder e procure o editor AppleScript e o execute com Comando + O.
2. Assim que ele abrir digite as seguintes linhas:
display dialog "Olá!"
beep 3
3. Com as teclas VO + seta para a esquerda procure a "barra de ferramentas" e interaja com ela pressionando VO + Shift + seta para baixo.
4. Com VO + Seta para direita procure o botão "Compilar" e pressione VO + espaço. Volte com VO + Seta a esquerda até o botão "Executar" e pronto.
Se não der nada errado na sua digitação deverá aparecer uma caixa de diálogo com o texto "Olá!" e dois botões, o "ok" e o "cancelar".
Quando você clicar no botão "ok" ele fechará a caixa de diálogo e tocará 3 beeps...
Agora vamos mudar um pouco o exemplo para:
display dialog "Olá!!!"
say "esse é meu segundo AppleScript."
Compile e execute esse AppleScript e veja como é simples trabalhar com ele.
Pelo que percebi e li na internet, esse AppleScript é o mais parecido com a lingua inglesa do que as demais linguagens.
Um comentário diz que parece que você simplesmente está conversando com o processador do MAC. Provavelmente meu inglês é muito ruim porque o meu Mac se recusa a me responder!
Brincadeiras a parte...
Espero ter ajudado...


Deixe aqui o seu comentário

O Menu Apple

Enviado por Luiz Eduardo no dia 19/12/2012 as 19:51.59

MAC

A Apple conseguiu padronizar uma das coisas mais importantes para nós. O menu Apple...
Esse menu é unico e todas as aplicações o utilizam, não é como o Windows que cada aplicativo tem um tipo de menu e geralmente sem acessibilidade...
E mais atualmente a moda da MS é retirar esses menus para nosso desespero e sumi-las colocando em seu lugar atalhos quilométricos.
No Mac temos várias formas de se ativar esse menu, segue as principais:
VO + M
Controle + F2
Duplo toque com dois dedos no TrackPad
Assim que abrimos o menu o item selecionado é o Apple, com as setas para baixo você encontrará várias opções relativas ao sistema como:
Preferências do sistema
Desligar
Forçar desligar
Reiniciar
Update
Apple store
Sobre o meu Mac e etc.
Agora indo com a seta para a direita o nome do menu será do aplicativo em foco. Neste menu geralmente tem as opções de preferências do aplicativo, ocultar, informações, fechar e etc.
Continuando para a direita teremos os menus dedicados do aplicativo como o menu Arquivo, Editar, Exibir e etc.
Lembrando que esses menus são alterados de acordo com os aplicativos.
Com isso podemos ter certeza de que se o aplicativo utilizar menus ele será acessível ao VoiceOver.
É claro que já peguei aplicativos que não utilizam menus e nem tem acessibilidade nos botões, mas não são comuns.
Outro ponto positivo da maçã.


Comentário

Enviado por Edson Pierini, no dia 22/12/2012 as 10:33.34.

Meu caro,
Vou somente passar um complemento aos menus do Mac.
Onde estaria o botão direito?
Diferente do PC, mas equivalente ao botão direito do mouse, temos o comando VO+shift+M.
Aqui surgirão algumas opções, como:
abrir;
abrir com;
sauvar;
salvar como;
compartilhar;
etc.
Ele varia pouco disso, mas basta explorar para descobrir mais coisas.


Deixe aqui o seu comentário

Mail

Enviado por Luiz Eduardo no dia 19/12/2012 as 19:52.28

MAC

O Mac já vem com o programa Mail instalado com o sistema OSX.
Ele é bem prático e com muitas facilidades.
Caso você tenha servidores de e-mails conhecidos ele facilita muito a sua configuração. Todo o processo é bem acessível com o VoiceOver, dando informações sobre os campos a serem preenchidos.
Depois de se configurar suas contas de e-mail você perceberá que seu uso é bem simples.
Uma coisa que senti falta é da pasta "itens não lidos", mas não tem problema, criei uma facilmente...
No Mail do Mac existem as pastas inteligentes, então fuçando um pouco nelas descobri que basta eu colocar uma regra e nessa regra definir "mensagens não lidas" na lista e pronto! Criei minha pasta de mensagens não lidas.
Esse é um recurso muito simples dessa ferramenta de e-mail.


Deixe aqui o seu comentário

GarageBand

Enviado por Luiz Eduardo no dia 19/12/2012 as 19:53.42

MAC

Esse aplicativo já vem com o sistema OSX.
Existem vários podcasts e informações sobre seu uso que eu nem vou falar muito sobre ele.
Com esse aplicativo é capaz de criar podcasts, gravar voz, criar músicas, toques para celulares e etc.
Ele trabalha com várias pistas e com vários instrumentos.
Comprei um teclado USB da Yamaha e simplesmente o conectei no Mac e o Garage Band já interagiu com ele naturalmente, sem precisar de nenhuma configuração ou instalação. Não sei se essa integração é com todos os teclados ou eu simplesmente tive sorte...
Agora estou com um problema, o meu Mac Mini não identifica o microfone, já coloquei vários no plug de entrada e nada aconteceu, a única entrada que ele identifica é a da Line. O interessante é que um colega meu tem o mesmo problema só que é justamente o line que ele não reconhece.
Se alguém souber o que fazer para liberar tanto o line quanto o microfone, pode postar aqui a solução.
Só lembrando nas configurações do sistema, som, dispositivos de entrada só aparece uma linha que no meu caso é a line e para meu amigo é o microfone.
Isso não se altera mesmo quando plugamos um microfone ou um teclado musical.


Comentário

Enviado por Edson Pierini, no dia 23/12/2012 as 9:36.17.

Caros,
Descobri o porque dele não reconhecer os diferentes equipamentos.
Na verdade a entrada do Mac, é diferente de uma entrada P2, coloquei um dos meus teclados na entrada, abri o Garageband, escolhi um projeto existente; depois criei uma nova trilha de instrumento real, com VO+direita, encontrei um botão que sempre está para captura via microfone interno, no caso do Mac Mini, esta opção, pois o Mini não tem microfone integrado. Neste botão escolhi entrada estério, e monitorar instrumento. Depois disso, consegui ouvir os sons do teclado e gravar.


Deixe aqui o seu comentário

Bagunça editorial

Enviado por Luiz Eduardo no dia 19/12/2012 as 19:54.17

MAC

Bom, antes de falar algo sobre editores de textos no Mac, acho que é importante eu colocar aqui o dedo na ferida.
A acentuação do Mac não é igual a do Windows, não importando o modelo de teclado.
O padrão da acentuação do Mac é tão confusa ou diferente que eu nem vou perder tempo tentando explicar... Até porque eu já a esqueci!
Você também pode usar o tipo Estados Unidos - internacional, aquele tipo de teclado que usávamos na década de 80 antes de padronizar o Português do Brasil ABNT II.
O que isso significa?
Significa que mesmo seu teclado tendo a tecla "Ç" ele a interpretará como ";" (ponto e vírgula). Ruim, não é? Relaxa que pode ainda ficar pior...
A melhor solução acredito que seja instalar o teclado brasileiro ABNT II, assim seu teclado ficará praticamente igual ao que você já está acostumado. Porém essa configuração não vem instalada com o sistema OSX.
Ou seja, você precisa baixar esse arquivo, depois copiá-lo até a pasta correta e depois selecioná-lo para uso. Simples não?!
Como fazer isso?
No site da Dicas Apple você encontrará essa e muitas outras dicas interessantes para seu Mac, Iphone, Ipad e Ipod...
Depois de muita bagunça editando textos no Mac e no Windows cheguei a conclusão que o Português brasileiro ABNT II é a melhor solução, pelo menos para mim que já estava ficando louco mudando toda a hora de sistema e acentuando coisas erradas sem querer e outras bobagens mais...
Então vimos a primeira diferênça para a digitação, não se preocupe que essa é apenas a primeira...
Uma coisa importante é que no Windows o cursor de edição não é mágico, ele é fiel a posição em que você se encontra.
O que significa isso na prática?
Digamos que o cursor esteja em cima do número 5 e você pressionar a tecla BS ele irá remover a tecla anterior (ou a da esquerda) e se você pressionar a tecla Delete ele apagará a tecla sob o cursor, ou seja a letra 5.
E como acontece no Mac?
Por pura mágica. Primeiro que o teclado reduzido do Mac nem tem a tecla delete, por isso temos de nos virar com a tecla BS mesmo, mas até ai tudo bem, o problema vem agora.
Se você estiver na letra 5 e pressionar o Bs sabe qual letra ele irá remover?
Eu também não sei. Porque a maneira que você focalizou essa letra indica se ele removerá a própria letra ou a anterior...
Simples não??!!??!!
vamos fazer um exemplo:
Digamos que você tenha a seguinte linha digitada em qualquer editor de textos do Mac.
1234567890
Caso você chegue até o 5 seguindo da esquerda para a direita e parar no 5 o Bs removerá o 5. Mas se você não pressionar o Bs e digitar 1 o 1 ficará após o 5.
Coisa de maluco mesmo, estamos acostumados a empurrar tudo o que está sob o cursor e de repente tudo muda...
Mas aprenda a lidar com essa loucura porque valerá a pena no final. (pelo menos eu espero)
Já entendemos que o teclado é diferente fisicamente, depois aprendemos que a acentuação também é diferente e agora mostrei que a própria correção do texto é diferente também, ou seja, não pense que é só abrir o editor de textos que você sairá abafando!
É preciso um tempo de adaptação, nada impossível, só um pouco estressante no início.
Uma coisa que eu não falei é que esse padrão se aplica a qualquer edição de textos, edição de mensagens no Mail, nas páginas html e em qualquer outro aplicativo.
Agora sim abra seu editor de textos que pode ser o próprio que vem com o Mac ou o Pages que é a versão do Mac para o Word.
Também existem vários outros editores de textos para Mac, cada um com sua especialidade, uns pagos e outros gratuitos.
Em matéria de funcionalidades tanto o Pages quanto o Word da MS para Windows ficam bem próximos, algumas diferênças mas no final, tanto faz... Não estou falando sobre a acessibilidade principalmente do office 2010 que é no mínimo ruim, enquanto o Pages é muito mais acessível. Começando pelo preço e depois pela acessibilidade com o VoiceOver.
Existe uma versão do Pager para o IOS também, mas deixo claro que esse texto não se aplica ao IOS.


Deixe aqui o seu comentário

O Spotlight

Enviado por Luiz Eduardo no dia 19/12/2012 as 19:54.50

IPHONE / MAC

Um dos melhores recursos que encontrei no Mac é o Spotlight.
Comparando com o Windows seria o localizar, porém o Spotlight é muito mais poderoso e rápido.
Colocarei aqui alguns comandos ou formas de se utilizar essa ferramenta:
digitando simplesmente hoje:
O resultado serão os e-mails recebidos no dia, os compromissos da sua agenda e etc.
Digitando uma data específica:
Os resultados serão os aniversariantes e compromissos dessa data e as mensagens recebidas e etc.
Uma conta:
Ele devolverá o resultado da conta.
Digitando um nome de um aplicativo ou arquivo:
Ele devolverá a lista dos aplicativos ou arquivos que se encaixem com esse nome.
Ou seja, o localizar do Windows não consegue responder a tantas entradas de informações e dar a resposta satisfatória em tão pouco tempo como o Spotlight faz.
Essa ferramenta é realmente poderosa, até mesmo para localizar seus contatos.
No Mac basta pressionar as teclas comando + espaço e no IOS basta pressionar o botão home na primeira página de aplicativos.
No IOS essa opção é chamada de "buscar no Iphone".
Espero ter colaborado para que você utilize mais rapidamente os recursos do seu Mac e IOS...


Deixe aqui o seu comentário

Os contatos e a agenda

Enviado por Luiz Eduardo no dia 19/12/2012 as 19:55.16

IPHONE / MAC

Tanto o Mac e o IOS já vem com esses aplicativos.
Mas o que eu não sabia é que eles interagem entre eles…
Bom, tudo começou quando eu resolvi marcar uma reunião na agenda do Mac. No dia da reunião eu estava no carro indo até a empresa quando fui surpreendido com um alerta no meu Iphone me informando sobre essa reunião.
Achei estranho afinal eu não me lembrava de ter cadastrado essa reunião no Iphone…
Realmente eu não havia cadastrado no Iphone. Aproveitei e comecei a cadastrar no Iphone outros compromissos e quando cheguei em casa abri meu Mac e lá estavam eles, devidamente cadastrados. Mágico!
O mesmo ocorreu com meus contatos. Abri o contatos do Mac e lá estavam eles…
Depois disso resolvi mesmo aprender a usar esses equipamentos.
A integração entre eles é muito prática, nem sei ao certo se eles estão gravando as informações no Iclode ou na minha conta do Gmail, mas para mim o importante é que tenho essas informações sempre sincronizadas e as consigo acessar de qualquer lugar...


Deixe aqui o seu comentário

Navegando na WEB usando o Safari

Enviado por Luiz Eduardo no dia 19/12/2012 as 19:55.53

IPHONE / MAC

O navegador padrão do IOS e do OSX é o Safari.
O que percebi é que ele é mais rápido que o internet explorer para windows.
Pelo menos na navegação pelos links e textos da página.
Existem várias formas de se navegar:
1. Navegação rápida.
2 Navegação normal.
O VoiceOver permite navegar pela página de várias maneiras, mas esse não será o foco neste momento. Em um futuro post eu coloco as várias formas de se navegar.
Uma coisa simples mas que gostei muito foi justamente verificar a correção automática de ortografia enquanto escrevemos algo na internet.
Se existe esse recurso no Internet Explorer eu nunca o percebi, e nem iria procurar. O interessante é que no Safari ele já se apresenta normalmente, sem precisar de nenhuma configuração.
Uma coisa que estou gostando muito do Mac é justamente isso, todos os dias descubro uma coisa nova, pequena ou grande, mas sempre coisas interessantes para facilitar o uso do computador.


Deixe aqui o seu comentário

O TrackPad

Enviado por Luiz Eduardo no dia 19/12/2012 as 19:56.27

IPHONE / MAC

O TrackPad no IOS (Iphone, Ipad e Ipod) é a própria tela. Já no Mac é um dispositivo separado.
Ele trabalha com gestos, ou seja você pode avançar na página com um simples movimento, ou clicar em um link entre outras coisas.
Existe diferenças entre o uso do Mac e do IOS.
No IOS você utiliza o trackpad na tela do aplicativo, já no OSX você interage nos objetos dos aplicativo selecionado.
E está ai a grande diferença de conceito de navegação entre o Windows e o Mac.
Enquanto no Windows você sai lendo toda a tela passando por todos os objetos, itens de listas e outros controles, no Mac você deve interagir com os objetos que deseja, saltando os outros.
No início parece que a navegação do Windows é mais fácil, porém a do Mac é mais completa e permite várias configurações.


Comentário

Enviado por Edson Pierini, no dia 19/12/2012 as 11:48.3.

Meu caro Dom, aqui ainda há duas formas de usar, se precionarmos VO, e girar o trapad no sentido ante horário, ele ficará como um mouse, ou mesmo como uma tela redusida do mac, assim você conseguirá saber como estam dispostas na tela.


Comentário

Enviado por Luiz Eduardo, no dia 19/12/2012 as 12:7.22.

Muito bom Edson, gostei desse recurso.
Fiz uma bagunça aqui mas deu para brincar com a tela do Mac.
Complementando:
Para voltar o TrackPad para seu uso normal basta pressionar VO + rodar no sentido horário…
Valeu!!!


Deixe aqui o seu comentário

O Finder

Enviado por Luiz Eduardo no dia 19/12/2012 as 19:57.13

MAC

Uma das primeiras coisas que notei no OSX é que ao entrar o foco fica no aplicativo Finder.
Ele seria o mesmo que o Windows Explorer, claro que com várias diferênças.
Mas é com ele que eu comecei a explorar os aplicativos que vieram com meu MAC MINI.
O importante aqui é saber que o enter não abrirá os aplicativos como é no Explorer. Use as teclas Comando + O.
Existem alguns atalhos para ir direto para algumas pastas:
Comando + shift + A = Pasta de aplicativos.
Comando + shift + D = Mesa
Comand + shift + F = Todos os meus arquivos
Comando + shift + K = Rede
Comando + shift + O = Documentos
Comando + shift + C = Computador
Comando + Shift + H = Pasta pessoal
Você encontra essas opções e outras mais no menu principal pressionando as teclas VO + M na opção IR.
Mas nem tudo é diferente, para copiar, colar e cortar os atalhos são os mesmos.
Comando + C = Copiar
Comando + V = Colar
Comando + X = Cortar
Uma coisa importante, o Finder sempre estará aberto, mesmo que você tente fechá-lo.
Algumas teclas importantes para o uso do MAC pelo teclado:
Comando + Tab = Alternar os aplicativos abertos.
Comando + Q = Fecha o aplicativo. (o mesmo que alt + F4 no Windows)
Comando + W = Fecha uma janela do aplicativo, porém não fecha o aplicativo.


Comentário

Enviado por Edson Lz. Pierini, no dia 4/12/2012 as 15:35.2.

Meu caro Dom, creio que seu conhecimento será muito bem vindo, pois sabe muito do PC, e com o tempo poderá facilitar a transição dos usuários de Windows para mac. Precisando é só chamar.


Deixe aqui o seu comentário

O que é o VoiceOver

Enviado por Luiz Eduardo no dia 19/12/2012 as 19:57.52

IPHONE / MAC

Um grande diferencial dos produtos Apple é que seus dispositivos Iphone, Ipad, Ipod e o próprio sistema OSX já vem com um leitor de telas nativo.
E o que isso significa?
Significa que você já sai da loja com seu Iphone, Ipad, Ipod ou mesmo seu Mac falando, sem aquela coisa de comprar um leitor de telas e pedir para alguém instalar para você...
Outra vantagem é que por ser nativo o VoiceOver pode falar na inicialização do sistema OSX, permitindo que o usuário cego consiga restaurar ou até mesmo reinstalar o sistema sozinho, dando mais independência na utilização do sistema.
É claro que por padrão o VoiceOver não vem ativado em nenhum dos sistemas, mas basta pedir para o vendedor ativá-lo e pronto.
No IOS (Iphone, Ipad e Ipod) procure o ajuste e vá até acessibilidade e ative o VoiceOver e pronto!
No OSX basta pressionar as teclas Controle + F5.


Deixe aqui o seu comentário

Diferênça do teclado Windows e do teclado MAC

Enviado por Luiz Eduardo no dia 19/12/2012 as 19:58.34

MAC

Acredito que antes de qualquer coisa é importante para o cego conhecer o teclado. O VoiceOver tem uma função para que o usuário pressione uma tecla e ele informa qual é.
Mas o que adianta se o usuário ainda nem consegue saber como ativar o VoiceOver e quais são as teclas que ele precisará pressionar...
Pensando nisso vou mostrar aqui uma comparação entre o teclado do Windows e do Mac das teclas de comando.
Da esquerda para a direita na linha da barra de espaço.



























TeclaWindowsMACMAC com teclado Windows
1aNem sempre tem essa teclaFN, tecla de funçãoNem sempre tem essa tecla
2aControlControleControle
3aWIN ou IniciarOpçãoComando
4aAltComandoOpção

A combinação de teclas principais para o funcionamento do VoiceOver são
Controle + Opção e são chamadas como "VO"
Se você estiver usando um teclado MAC serão a segunda e terceira tecla, mas se for um teclado Windows então serão as teclas "control" e "alt".
Pressionando essas duas teclas mais o "M" por exemplo, abre o menu do OSX. Nas informações de comandos esse comando será escrito como "VO + M"...
Temos mais diferenças do teclado, mas essa é com certeza a mais importante no início do aprendisado.


Deixe aqui o seu comentário

Iniciando no mundo MAC

Enviado por Luiz Eduardo no dia 19/12/2012 as 19:59.29

MAC

Certo dia prestando serviço em uma empresa, o gerente de negócios veio até mim e colocou um Iphone na minha mão e simplesmente disse:
"Ae Luiz, pega isso aqui e pode ler a internet..."
Peguei o telefone e passei o dedo na tela e fui lendo as notícias tranquilamente.
Nunca havia navegado tão facilmente, sem decorar comandos iniciais ou qualquer outra mágica que nós cegos precisamos fazer para usar quaisquer dispositivo digital.
Nem preciso dizer que saindo de lá fui comprar meu Iphone.
Não me arrependi, muito pelo contrário, hoje utilizo mais meu Iphone para ler livros, acessar a internet, GPS, editores de textos, assistir filmes e muito mais.
O mais legal é que aprendo cada dia mais coisas com esse pequeno aparelho.
Pretendo colocar aqui algumas dicas e sugestões que tive no decorrer desse tempo em que estou usando esse sistema chamado de IOS.
Realmente o Iphone é muito simples e intuitivo e isso me levou a comprar o MAC.
A princípio pensei que o sistema OSX da Apple também seria tão intuitivo quanto o Iphone.
Esse foi o meu primeiro erro.
Não consegui fazer quase nada, não sabia usar o VoiceOver e nem o sistema OSX.
Coisas simples como editar um texto se tornou complicado, enviar e ler e-mails era quase impossível, ou seja tive uma péssima impressão inicial.
Aprendi que o conceito do OSX é totalmente diferente do MAC e só quando entendi esse conceito as coisas começaram a melhorar.
Foi como tirar 20 anos de Windows da cabeça e começar tudo de novo. Começar do início.
Depois de alguns meses parado na bancada resolvi ligar o MAC novamente, mas dessa vez com vontade de usá-lo de verdade.
Passei por alguns problemas iniciais, muitas revelações legais e agora estou com o MAC aqui ligadinho e em funcionamento.
Aos poucos vou tirando as funcionalidades do Windows e as colocando no MAC. Preciso ter segurança principalmente porquê trabalho com informática e preciso ter as ferramentas funcionando muito bem.
Hoje mesmo depois de toda a minha experiência em Windows no OSX eu não passo de um usuário iniciante e foi exatamente isso que me fez começar a escrever esse blog.
Espero poder contribuir com outras pessoas que queiram conhecer um outro sistema, muito mais acessível para os cegos.
Não serei técnico até porquê não tenho essa experiência, e o intuito aqui é ensinar o que aprendi e se tiver dicas ou contribuições, podem mandar que as publicarei aqui com o maior prazer.


Deixe aqui o seu comentário